Loading...
 

VII Escola de Sistemas Embarcados (ESSE 2017)

Em conjunto com o VII Simpósio Brasileiro de Engenharia de Sistemas Computacionais

(alunos registrados no SBESC ou na Competição de Sistemas Embarcados podem automaticamente participar da Escola sem custo adicional!)

Dia 07 de novembro - Terça-Feira



Minicursos Selecionados

(cada minicurso terá duração aproximada de uma hora e meia)

 

Mini-Curso 01 - A Trustful Internet of (Cyber-Physical) Things

Data: 07/11/17 - terça-feira - 08:30-10:30
Autor: Antônio Augusto Fröhlich (UFSC)

Resumo
The Internet of Things is a central element of the contemporary societies. The potential for new services based on the interaction among Things and also based on the data they produce has been demonstrated by numerous projects and is now also attracting important sectors of the economy. However, most demonstrations of IoT presented thus far make use of technologies developed for the original Internet and SmartPhones. Assuming that each object connected to the Internet will feature an ordinary TCP/IP stack implemented on the same premises of the original Internet is certainly a mistake, especially considering aspects such timeliness, security, and trustfulness. Moreover, the IP protocol itself, the driving force of the technological revolution we live, does not encompass the basic notions of space and time that are so crucial to Cyber-Physical Systems. At LISHA/UFSC, we are fostering a more Trustful Internet of (Cyber-Physical) Things through Project EPOS, which provides an open hardware and software IoT platform to support research on communication protocols, energy awareness, timeliness, security, and trustfulness of CPS applications. In this tutorial, we will introduce the project’s major technical elements, enabling a hands-on track from IoT devices to the Cloud, including data visualization, analytics, and machine learning subsystems.

Additional information: IoT with SmartData hands-on

The SmartData API is a proposal from the Software/Hardware Integration Lab. (LISHA) at the Federal University of Santa Catarina (UFSC) that provides a full-stack framework for Cyber-Physical Systems (CPS) connected to the Internet of Things (IoT). At the CPS level, it covers a clean API for interacting with sensor/actuator hardware and a communication protocol for dissemination and semantic enrichment of data. At the IoT level, it provides the same data semantics and enables integration with high-level Internet API’s.

In this minicourse, the SmartData API will be presented, as well as UFSC’s SmartData-powered IoT infrastructure. Participants will receive a real IoT device (EPOSMoteIII) and use the EPOS Operating System to program it using the SmartData API. The programmed device will send data to an IoT gateway, which will forward the data to UFSC’s IoT infrastructure. After that, participants will be able to retrieve the generated data using high-level web API’s.

Requirements

  • For programming the IoT device: a Linux computer with internet access. Participants are encouraged to follow EPOS’ instalation instructions before the minicourse.
  • For interacting with SmartData through web API’s: a computer (any OS) with internet access.

 

Mini-Curso 02 - Paradigma Orientado a Notificações (PON)

Data: 07/11/17 - terça-feira - 14:00-15:30
Autores: Jean Marcelo Simão (UTFPR), Leonardo Faix Pordeus (UTFPR), Ricado Kerschbaumer (UTFPR)

Resumo
O chamado Paradigma Orientado a Notificações (PON) inova a maneira usual de execução, programação e mesmo de projeto de software. Este paradigma proporciona uma solução para desenvolver softwares que tendem (em materializações apropriadas) a ter melhor desempenho e propensão a paralelismo/distribuição que os softwares desenvolvidos por meio das soluções baseadas em paradigmas atuais e usuais, nomeadamente o Paradigma Imperativo – PI (que inclui a Programação Procedimental e a Programação Orientada a Objetos) e o Paradigma Declarativo - PD (que inclui parte da Programação Funcional e principalmente a Programação Declarativa). O PON resolveria problemas destes paradigmas (PI e PD), como sintaxe inapropriada, redundâncias estruturais e temporais e, particularmente, o acoplamento forte de entidades computacionais. Este acoplamento existe devido a uma orientação a processo de avaliação causal baseado em pesquisa, normalmente monolítico, sobre entidades passivas. Justamente, o PON apresenta outra maneira de realizar estas avaliações ou inferências. Isto é feito por meio de entidades computacionais de pequeno porte, ativas e desacopladas que colaboram por meio de notificações pontuais e que são criadas a partir do ‘conhecimento’ de regras causais. O PON tem sido aplicado a construção de software por meio de protótipos para áreas como sistemas de informação, robótica, jogos, controle discreto, controle fuzzy, sistemas embarcados e sistemas ubíquos alcançado resultados pertinentes. Para tal, houve materializações do PON na forma de arquétipos/frameworks e também na forma de uma linguagem de programação. Ademais, o PON também já passa a ser uma solução de desenvolvimento de hardware, com resultados motivadores em testes e protótipos sobre FPGAs. Neste âmbito, o PON vislumbra-se como uma solução útil para sistemas embarcados e de tempo real, tanto em software como em hardware, bem como na combinação deles.

 

 

Mini-Curso 03 - Desenvolvimento de Sistemas Embarcados para Soluções Utilizando Drones

Data: 07/11/17 - terça-feira - 16:30-18:00
Autores: Alisson Brito (UFPB), Joanacelle Caldas de Melo (UFPB)

Resumo
Neste minicurso serão apresentados avanços recentes na aplicação de Sistemas Embarcados para a construção de soluções envolvendo Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANTs ou drones). Serão apresentadas algumas soluções disponíveis no mercado que possibilitam que qualquer um construa e programe o seu próprio drone. Técnicas e ferramentas utilizadas tanto para a construção quanto para a programação de drones serão demonstradas aos alunos. Essas ferramentas permitem a construção de veículos aéreos autônomos, aplicações de planejamento de rotas, processamento e análise de imagens em tempo real, entre outras. O minicurso trará exemplos práticos de aplicações já desenvolvidas ao longo dos últimos anos pelo Laboratório de Sistemas Embarcados e Robótica (LaSER) da UFPB, tornando o assunto bastante prático e permitindo a aplicação pelos alunos em projetos de seus interesses.