Loading...
 

Intel Embedded Systems Competition 2016 - Q&A

Q & A referente aos Webinários Técnicos dos dias 08 e 09 de Junho 2016 

Technical Webinar Recording

Última atualização em: 17/06/2016

1. Sobre OS, como eu sei que a placa deu boot pelo cartão ou pela imagem nativa?

Duas maneiras sugeridas para constatar o boot pelo cartão SD.
Usando o cabo FTDI: Caso a interface do GRUB apareça em vermelho, é provável que a Galileo tenha subido a imagem da memória. Geralmente, quando a Galileo realiza o boot pelo cartão a interface do GRUB é azul, de acordo com o código presente no arquivo grub.conf ‘color white/blue white/cyan’.
Arduino IDE:A imagem nativa da placa possui suporte a IDE do Arduino, portanto é possível fazer o upload de sketches como o Blink e acompanhar seu funcionamento. Como a imagem nativa não possui persistência de sketch, ao desligar e ligar a placa o último sketch carregado não entrará em execução, comprovando ser esse um boot pelo SO da memória.

2. Se surgir uma dúvida logo após o Webinário Brasil terminar... Será possível entrarmos em contato via e-mail com voce?

Eventuais dúvidas podem ser enviadas para o email da competição.

3. A placa Wifi é disponibilizada pela Intel para a Competição?

Não, apenas a placa Intel Galileo Gen 2 acompanhada de uma fonte de alimentação será disponibilizada.

4. Podemos alterar o cronograma enviado na submissão?

Sim. Porém, o registro do cronograma original deve ser mantido; todas as atualizações deverão ser feitas na seção ‘Updated Schedule’ do modelo de relatório parcial.

5. O cabo FTDI pode ser de 5V ?

Como a saída serial da placa Galileo Gen 2 opera à 3.3V, é recomendável usar um cabo FTDI de 3.3V.

6. Módulos GPRS de Arduino são compatíveis?

No site da Intel existe um documento com testes realizados tanto nas Galileos Gen 1 e 2 quanto no Intel Edison sobre shields Arduino compatíveis. No pdf também são fornecidos pequenos códigos e informações de uso.

7. Qual a potencia minima que a galileo precisa para funcionar?

De acordo com testes realizados em laboratório usando a Galileo Gen 2, rodando o sketch Blink na última versão do SO disponibilizado pela Intel, foi constatado um consumo da ordem de 2.5 a 3 W.

8. A imagem do yocto em um cartão de 8 GB só ocupa 1.3 GB do cartão, deixando o restante indisponível. Como proceder para usar o restante da capacidade do cartão sd?

Tutorial rodando comandos em vermelho na Galileo:

fdisk /dev/mmcblk0

Deletar a segunda partição de /dev/mmcblk0p2
d
2

Criar uma nova partição primária, usando o valor dafault
n
p
2
enter
enter

Salvar e sair do fdisk
w
reboot

resize2fs /dev/mmcblk0p2
reboot

9. Por acaso tem como utilizar wifi cards de outros fabricantes ao invés da Intel?

Os testes realizados com wifi card usaram modelos da linha Intel Centrino. Em teoria, cards de outras fabricantes devem rodar sem problemas, contanto que possuam um drive apropriado para o kernel Linux utilizado na Galileo.

10. Existe alguma documentação além do datasheet do Intel Quark para programação em assembly na Galileo?

As documentações referentes a programação da arquitetura IA-32 podem ser encontradas em Intel | Architectures Software Developer Manuals.
Exemplo usando Assembler para Galileo Gen 1  link.